OVOBANK ID AO VOSSO LADO

CATÁLOGO DE DADORAS
1
A VOSSA DADORA IDEAL

A FERTYSURROGACY colabora com o Ovobank ID, banco de óvulos que conta com o maior conjunto de dadoras de toda a Europa. Graças a esta colaboração, podemos dispor de perfis com fotografias com dadoras de todas as raças, nacionalidades e fenótipos. A seleção meticulosa das dadoras e os protocolos rigorosos de verificação e desvitricação que o Ovobank ID aplica traduzem-se nas elevadas taxas de sucesso nos tratamentos

CONJUNTO VASTO DE DOADORAS

Catálogo vasto de dadoras com diferentes fenótipos e raças.

SELEÇÃO RIGOROSA

As dadoras do Ovobank ID são mulheres entre os 18 e os 33 anos que apresentam um bom estado de saúde, tanto física como psicológica.

ESTUDOS GENÉTICOS

Todas as candidatas são submetidas a exames ginecológicos, serológicos e genéticos exaustivos. Apenas 34% das doadoras acabam por ser consideradas aptas.

A SUA DADORA À DISTÂNCIA DE UM CLIQUE
1
INICIAR SESSÃO

Aceder ao website do www.ovobankid.com e completar o registo

EFETUAR PEDIDO

Seleção da dadora ideal e completar o pedido para envio

ENVÍO DE OVULOS

OVOBANK ID remessa de ovos para nossa clínica FERTYGEN no México.

ESTUDOS GENÉTICOS
1

Na nossa constante procura pela otimização do nível de segurança dos ovócitos doados, o Ovobank ID (desde 1 de dezembro de 2016) efetua o teste de portadores de mutações recessivas (teste de matching genético) às novas dadoras. Uma técnica inovadora que permite minimizar a transmissão de doenças genéticas aos bebés nascidos procedentes de tratamentos de reprodução assistida. Isto é possível graças aos testes:

  • permitirem-nos excluir do nosso programa de ovonidação às candidatas portadoras de mutações autossómicas recessivas, incluindo fibrose quística, X-frágil, hemoglobinopatia, G6PDH, atrofia muscular espinal, talassemia alfa e beta.
  • Além disso, no caso dos pacientes que o desejarem, podemos efetuar um estudo de compatibilidade genética entre a dadora e o paciente, que consiste em analisar a informação genética para garantir que a dadora e o paciente não partilham nenhuma das mutações recessivas estudadas, minimizando assim o risco de transmissão de uma doença genética à sua descendência.

Embora a maior parte das dadoras tenha sido avaliada com o teste «Recombine», é possível adicionar qualquer investigação de diagnóstico a pedido dos pacientes.

O número de mutações e doenças estudadas dependerá do teste de compatibilidade genética efetuado.

O MAIOR BANCO DE ÓVULOS A NÍVEL INTERNACIONAL